Como funciona o Tesouro Direto?

Escrito por: Ulisses Nehmi | Data: 18/08/2011 | Categoria: 47 comentários
O que é o Tesouro Direto?

Já explicamos que investir em títulos públicos é muito seguro. Agora vamos mostrar como fazer esse investimento.

O Tesouro Nacional é a área do Governo que emite os títulos públicos federais. Eles criaram em 2002, em parceria com a CBLC, o Tesouro Direto: uma plataforma de compra e venda de títulos públicos para pessoas físicas pela internet. É um canal direto para o investidor, simples, com baixo risco e baixo custo.

A corretora (ou banco, os chamados agentes de custódia) faz a ligação entre o sistema do Tesouro Direto e o investidor. Antes de comprar um título, o investidor deve transferir seus recursos para a corretora, que é a responsável pelo pagamento (liquidação) da operação. Uma vez pago, o título fica guardado (custodiado) na CBLC, numa conta em nome do investidor.

O Tesouro Direto disponibiliza diariamente uma tabela com os títulos públicos disponíveis para venda que podem ser adquiridos pelo investidor. Nessa tabela é apresentada a identificação do título, data de vencimento, preço unitário e taxa.

De maneira similar às ações, os títulos públicos têm um preço unitário. No entanto, para facilitar o investimento de quantias menores, o Tesouro Direto permite que sejam negociadas frações de até 0,2 título (um quinto de título). Para determinar o número de títulos que podem ser adquiridos, divida o valor que deseja investir pelo preço unitário e certifique-se que seja um número múltiplo de 0,2. Por exemplo: se o título custa R$ 800 e você tem R$ 500, pode comprar 0,6 título (0,6 x R$ 800 = R$ 480) e sobram R$ 20 para investir no próximo mês.

Caso seja necessário, é possível resgatar seu investimento antecipadamente vendendo títulos ao preço de mercado. Para isso, o Tesouro Direto garante a recompra semanal de qualquer título às quartas-feiras.

Quando os títulos vencem, o dinheiro é depositado automaticamente na sua conta na corretora, e um e-mail é enviado para alertá-lo. Lembre-se de reinvestir esse dinheiro para continuar se beneficiando do poder multiplicador dos juros compostos.

A tributação dos títulos públicos diminui conforme o prazo aumenta, e incide apenas na venda ou vencimento do título. O investidor não precisa se preocupar com o recolhimento dos impostos, que é feito automaticamente pela corretora, mas deve sempre buscar títulos com os prazos mais longos possíveis que atendam suas necessidades. Por exemplo: após 2 anos de investimento, a alíquota cai para 15% dos lucros. Já para investimentos de prazos menores que 6 meses, a tributação é de 22,5% dos lucros.

Com relação aos custos, existem 3 taxas:

- Taxa de custódia: 0,3%a.a. sobre o valor total da sua carteira, cobrada semestralmente pela CBLC;

- Taxa de negociação: 0,1% do valor de compra, também cobrada pela CBLC; e

- Taxa de administração da corretora: é a única que pode variar, podendo inclusive ser zero. O Tesouro Direto mantém uma lista atualizada com o ranking das taxas máximas dos agentes de custódia.

Finalmente, recomendo a leitura do site do Tesouro Direto. As explicações são claras, o site é atualizado com regularidade e as informações são precisas, completas e em linguagem acessível. Existe até um curso virtual e um guia passo a passo. Se ainda tiver alguma dúvida, deixe um comentário aqui!

Ulisses Nehmi é editor do Blog do Investidor e profissional da área de investimentos.

Artigos relacionados
47 Comentários
  1. Mairo, em 19/08/2011

    Olá!

    Belo post! Ficou bem informativo.
    Agora vem as dúvidas…=)

    Como a relação dos índices econômicos afetam na rentabilidade dos títulos? Tem como você me explicar essa parte? Pois não tenho noção de como sua variação pode afetar positivamente ou negativamente os títulos.

    Fico no aguardo!

    Abraço

    • Ulisses Nehmi, em 19/08/2011

      Mairo,
      Obrigado pelo feedback!
      Quanto à sua dúvida, estou trabalhando num artigo que deve ajudar: o que é pré-fixado/pós-fixado/indexado, ou seja, o mais importante que vc precisa saber pra escolher o título!
      Abs

  2. Ivan, em 19/08/2011

    ótimo artigo! No site do Tesouro tem também um simulador (apesar de ser ilustrativo demais, achei bem válido). Basicamente compara os seus rendimentos no Tesouro com rendimentos de poupança.
    Abraço

    • Ulisses Nehmi, em 19/08/2011

      Ivan,
      Muito obrigado pelo comentário!
      Particularmente, achei o simulador fantasiado demais… rsrs… Tive dificuldades em utilizá-lo!
      Com relação às comparações entre investimentos, começaremos a abordar o tema em breve. O que posso adiantar é que o único ponto que eu tenho a favor das aplicações na poupança é que pelo menos a pessoa está acumulando dinheiro, ao invés de gastar, mas certamente não faz sentido nem pelo quesito retorno, nem pelo quesito risco.
      Abs

  3. LeoH, em 23/08/2011

    Tesouro direto eh a minha atual previdencia privada. Adeus Brasilprev e sua taxa de 3,8% de adminstracao!!!

    • Ulisses Nehmi, em 23/08/2011

      Aff…. 3,8%aa?!?! Bom, pelo menos já estava acumulando! E parabéns pela mudança, seu futuro agradece!
      Abs

  4. Renato Torres, em 23/08/2011

    Bom dia a todos, primeiramente parabéns pelo blog. Muito bom, está me ajudando demais.

    Eu tenho um blog sobre gerenciamento de projetos e sei o trablaho que dá para manter tudo no ar.

    Será que vcs podem me ajudar com uma dúvida ou até mesmo escrever um post sobre a minha dúvida? =D

    Tenho 23 anos e não sabia muito o que fazer com o meu dinheiro. Então, resolvi comprar um apartamento em Guarulhos – onde sempre morei. O que mais motivou a comprar foi a alta dos imóveis, porque eu penso que daqui a um tempo o valor desse imóvel que eu comprei hoje vai ser absurdamente alto, o que não valeria a pena.

    Bom, vamos aos números.

    O Apartamento é de 96m e custou R$300 mil.

    Eu dei 20 mil de entrada e pagarei parcelas de 2 mil durante 2 anos e quando pegar a chave pagarei mais 22 mil. O que sobra um saldo de 210 mil que eu pretendo financiar em 15 anos.

    A minha dúvida é, vale a pena eu ficar com esse investimento ou devo investir em outras coisas? O único motivo pelo qual eu comprei o AP foi que eu gostei muito e tenho medo de num futuro ele ficar com um valor inviável – iguais aos de São Paulo – e eu nunca conseguir comprar algo que eu realmente goste, sabe?

    Essa minha preocupação é valida? To pensando seriamente em vender e investir parte dessas parcelas mensais em tesouro direto e parte em ações. O que vcs acham?

    Se vcs puderem responder a minha dúvida eu agradeço muito.

    Novamente, parabéns pelo blog. Muito bom.

    Abç
    Renato Torres

    • Ulisses Nehmi, em 24/08/2011

      Renato,
      Obrigado pelo comentário!
      Bom, o imóvel onde vamos morar é um assunto bastante pessoal, então ninguém melhor que vc para decidir. No entanto, posso te ajudar a refletir:
      - Investir parte do dinheiro de um lado e ficar pagando o financiamento do outro pode ser um pouco contraditório. Por um lado vc está ganhando, e por outro pagando juros (e talvez juros até mais caros do que o financiamento). Se vc tiver condições, será que não é mais interessante reduzir o prazo do financiamento (ou até pagar à vista)?
      - Além disso, se vc vendesse o imóvel, quanto pagaria de aluguel e quanto teria de rendimento em aplicações financeiras? A diferença compensaria?
      Abs

      • Renato Torres, em 24/08/2011

        Ulisses, obrigado pela respostas.

        Vou te dar mais detalhes do meu problema.. rs

        Eu tenho 23 anos e nem tão cedo eu vou deixar de morar com a minha mãe – tem coisa melhor?Rs

        E assim, atualmente com o investimento que eu to fazendo no AP nao me sobra dinheiro para aplicar em outras coisas. Ou seja, eu estou me dedicando 100% a esse investimento.

        O meu maior receio em não vender o AP agora é que depois os valores ficam inviáveis e eu não consiga comprar um tão bom quanto o que eu comprei. Vc acha essa preocupação válida:?

        Novamente, muito obrigado.

        • Ulisses Nehmi, em 24/08/2011

          Renato,
          Obrigado pelas informações adicionais! Vamos refletir um pouco mais?
          Bom, vc mora com a mãe, então não tem uma necessidade de morar lá, e ainda pode acumular mais dinheiro nesse período.
          Vc questionou duas vezes se a preocupação de conseguir ou não arranjar um lugar pra morar é válido. Lógico! Moradia é uma necessidade primária! No entanto, vc ainda é jovem, tem muito trabalho pela frente. Se o preço do imóvel continuar subindo, a economia vai continuar bem e você terá boas oportunidades de emprego ou negócios, pode crescer bastante profissionalmente. Parece mais um medo de alguém que está descobrindo o mundo – não me leve a mal – do que uma ameaça de fato.
          No entanto, quando vc fala do imóvel como investimento, é porque você acredita que esse ativo valerá mais no futuro do que no momento da aquisição, certo? Se você não acreditar mais nisso, ou acreditar que outro investimento terá um retorno maior (ponderado pelo risco), então será que não é hora de trocar?
          Outro ponto interessante é que vc vai contrair um empréstimo num valor bastante expressivo em relação ao valor do imóvel, com uma taxa provavelmente elevada e por um prazo longo. Será que não é mais interessante pensar em outro tipo de investimento?
          Termino com uma referência para um artigo do Gustavo Cerbasi chamado A vantagem da compra própria. Acho uma leitura bastante oportuna.
          Espero que tenha ajudado.
          Abs

          • Renato Torres, em 25/08/2011

            Ulisses,

            Novamente muito obrigado.

            Acredito que vc conseguiu tirar o resto de dúvida que eu ainda tinha.

            Muitissimo obrigado e parabéns pelo blog

  5. Gustavo Brotas, em 26/08/2011

    Olá a todos,

    Gostei bastante do post, mas surgiu umas dúvidas.

    Entrei no site do tesouro direto e usei o simulador, coloquei uma taxa de corretagem de 0,2% a.a e aparentemente o rendimento é pior do que o da poupança. To fazendo algo errado?

    O rendimento do tesouro eh tao melho rque o da poupança?

    Abc

    • Ulisses Nehmi, em 26/08/2011

      Gustavo,
      Confesso que eu tive MUITA dificuldade pra usar aquele simulador… O resto do site é excelente, mas o simulador é dose… Mesmo assim, depois de insistir bastante, deu certo e mostrava corretamente que a poupança rendia menos que o Tesouro Direto.
      A poupança está rendendo algo próximo de 7,7% ao ano, líquido de IR. Com a taxa de juros básica a 12,50%, mesmo tirando 22,5% de imposto de renda (que é a pior alíquota, para aplicação até 6 meses), daria algo como 9,7% ao ano, quase 2% a mais que a Poupança. Isso no longo prazo, com o efeito dos juros compostos, faz uma belíssima diferença!
      Abs

  6. Christiano, em 14/12/2011

    Assim como o pessoal aí de cima gostei muito do Blog. Parabéns.
    Também simulei valores na página do Tesouro e os valores para Pupança sempre são melhores que para o Tesouro… Não entendi. Há outra maneira de compará-los?

    Outra dúvida: em que situações posso “perder” dinheiro com esses títulos?

    • Ulisses Nehmi, em 14/12/2011

      Christiano,
      Estou preparando um artigo com essa comparação com a poupança, aguarde mais alguns dias.
      Sobre a possibilidade de perder, sobretudo para investidores que mantenham os títulos por algum tempo, é muito remota. No entanto, a possibilidade existe, e a descrevi no artigo sobre LTN. Dê uma olhada.
      Abs

  7. John Marques, em 05/01/2012

    Parabéns Ulisses,

    Muito bom o artigo me esclareceu algumas dúvidas e me acrescentou coisa que não sabia, muito bom mesmo.

    Obrigado e parabéns pelo blog.

    • Ulisses Nehmi, em 11/03/2012

      John,
      Desculpe não ter visto antes o comentário, mas muito obrigado!
      Abs

  8. Bruno Damaceno, em 11/03/2012

    Olá Ulisses. Primeiramente meus parabéns pelo site..to achando ele fantástico, uma verdadeira mão na roda para quem quer aprender sobre investimentos.
    Agora minha dúvida: Sempre que pesquiso sobre aponsentadoria fico cada vez mais inclinado em migrar de uma previdência privada para investir no tesouro direto ou montar uma estratégia mais diversificada. Minha grande dúvida é: existe alguma vantagem real na previdência privada que eu não conseguiria em outra aplicação visando uma aposentadoria? (salário vitalício por exemplo?). Ou seja em que situação a previdência privada é a melhor opção?

    • Ulisses Nehmi, em 11/03/2012

      Bruno,
      Sinceramente, tem muito mais publicidade na previdência privada do que resultado. Vou falar especificamente sobre o tema mais pra frente, mostrando o que é bom e o que não é. Também não adianta generalizar, certo?
      De maneira geral, um dos casos mais comuns pra fazer a previdência privada valer a pena é quando o empregador contribui junto com o funcionário. As grandes multinacionais também costumam ter bons planos, mas não é regra.
      De qualquer jeito, em nenhum caso eu acredito que uma previdência privada chegue a substituir a sua própria acumulação de patrimônio.
      Abs

  9. Tiago, em 12/03/2012

    Cara seu blog é muito bom, parabéns….

    Bom tenho uma duvida, estou abrindo conta na Banif, tenho já na WIntrade, porem na Trade eles cobram taxa de 0,40 e na Banif não tem taxa. Como eu compro fracionado, vi algumas NTN-B IPCA porém não vou ter aquele valor mensal para aplicar. Outra duvida la existia uma taxa de Ex: 5,23% a.a, seria isso mais o IPCA do ano?

    • Ulisses Nehmi, em 21/03/2012

      Tiago,
      Obrigado pelo comentário!
      Realmente, não vejo motivos para investir no Tesouro Direto em uma corretora que cobre algo.
      Com relação aos 5,23%, é isso mesmo: IPCA + 5,23% ao ano. Veja mais detalhes no artigo sobre NTN-B.
      Abs

  10. Saulo Nachef, em 15/03/2012

    Boa noite,

    Eu sou leigo nestes assuntos, leio bastante sobre mas sempre é bom ter ajuda de pessoas com muito mais expieriência.

    Eu sempre utilizei a poupança bancária como forma de poupar dinheiro (foi assim que tive dinheiro para comprar meu carro, etc.). No momento, tenho um dinheiro guardado lá, mas é pouco.

    Comecei a me interessar por Tesouro Direto (o retorno é maior que a poupança). Acontece que li sobre este assunto e muitos dizem que com todas as mudanças na economia, taxas, etc. não esta sendo tão vantajoso investir no Tesouro Direto.

    Minhas perguntas são:

    - Ainda é vantajoso investir no Tesouro Direto ?

    - Meu investimento é para curto prazo (para me familiarizar com o investimento) e com valores baixos (até R$ 500,00). Qual seria a melhor opção para mim ?

    *Se houver algum investimento bom a médio/longo prazo com esses valores, para mim também é interessante

    - Quais agentes de custódia não tem taxas ? E quais seriam parceiros com o Banco Bradesco (para DOC/TED) ?

    Por enquanto são estas perguntas.

    Agradeço muito

  11. Ronaldo Elias, em 16/04/2012

    Olá Ulisses, parabéns pelo blog.
    Tenho uma duvida, gostaria de comprar um título da LTN só que com vencimento logo como de 2024, nesse caso existem títulos de valores de 100 ; 200; 300 reais?

  12. Cristiano Migdalski, em 02/05/2012

    Olá, Ulisses,

    Tenho um duvida, tenho intenção de investir R$ 2000,00 todo mês no tesouro direto, em Titulos NTN B – Principal, para uma terceira forma de aposentadoria (atualmente tenho o teto do INSS e uma Aposentadoria Privada com participação da empresa que trabalho) porém minha duvida é com relação a validade dos titulos, como eu faço para investir mensalmente, esses titulos que vencem em 2035 sempre estarão disponiveis e serão os mesmo? O titulos que eu comprar esse ano rederam 20 anos, o que comprar ano que vem renderam 19 anos rendendo menos?

    Estou com 25 anos e pretendo me aposentar com 60 anos.

  13. felipe, em 02/05/2012

    Campeao, as ntn pode pagar impostos federais e quais, isto e impostos a vencer, como saber se as ntn sao validas.

    obrigado felipe

  14. Raimundo Aragao, em 02/05/2012

    Bom dia Ulisses,

    Por gentileza, tenho recursos para investir em LTN 01012016 e NTNB Principal 2035.

    O primeiro para investimento a medio prazo para compra da casa o segundo para aposentadoria.

    A nossa Excelentissima presidenta quer a taxa de juro real a 2% ate o fim de seu mandato.

    Pergunta:
    1)Ainda devo investir nestes titulos?
    2) A poupanca com uma taxa fixa de6% nao comeca a ficar mais viavel?
    3) Sera que devo investir em titulos publicos ate o momento em que a taxa se igualar a poupanca e entao migrar para a poupanca?

    Muito obrigado por seu tempo.

    RAIMUNDO

  15. guiherme, em 02/05/2012

    ola .. tenho uma duvida , estou no spc , devendo aproximadamente 35 mil reais, mesmo assim eu posso investir no tesouro direto ? eu estava fazendo meu cadastro junto ao agente de custodia e surgir uma declaração onde dizia :Não estou impedido de operar no mercado de valores mobiliários;Tenho conhecimento do disposto na Instrução CVM no. 387/03, das regras e parâmetros de atuação da Corretora, das normas referentes ao fundo de garantia das bolsas, e das normas operacionais editadas pelas bolsas e pela câmara de compensação e liquidaçãoAutorizo a Corretora, caso existam débitos pendentes em meu nome, a liquidar, em bolsa ou em câmaras de compensação e liquidação, os contratos, direitos e ativos, adquiridos por minha conta e ordem, bem como a executar bens e direitos dados em garantia de minhas operações ou que estejam em poder da Corretora, aplicando o produto da venda no pagamento dos débitos pendentes, independentemente de notificação judicial ou extrajudicial; … essa parte de autorizar o pagamento de debitos no meu nome , seria esses debitos de spc ?? me ajuda ai ô.

    • sinésio, em 03/05/2012

      ê brasileiro típico… tá devendo e quer comprar mais ou quer investir. quita sua dívida primeiro, esse tem que ser o seu foco agora.

  16. sabrina, em 29/05/2012

    pela primeira vez na vida estou pensando em economizar ja que vou sair do spc porem entrar no aluguel … nao entendo nada dessas coisas mas vou me guiar por este site que de todos os pesquisados foi o mais esclarecedor! parabens!

  17. lucas, em 11/06/2012

    oi tudo bom teho 17 anos de idade e nao confio muito nesses bancos quero abrir uma poupança sei que irei depositar uma quantia pouca mais q com o tempo podera se torna muita tenho medo desses bancos falirem como funciona esses tesouro direto

    • robson, em 12/06/2012

      primeiro aprenda a escrever corretamente, aprenda a usar a pontuação (sabe o que é uma vírgula?) pra tentar se fazer entender. vc acha que dá vontade responder uma pergunta (será que é pergunta? não usou o ponto de exclamação…) tão mal escrita igual a sua?

  18. Felipe, em 06/09/2012

    Comecei hoje a pesquisar sobre o assunto por indicação de um amigo e gostaria de agradecer e parabenizar pelo ótimo site!

  19. Renato Mendes, em 26/12/2012

    Gostaria de saber de um investimento que renda mais que a poupança mensalmente e que possa usufruir dos juros todos os meses como da poupança, por exemplo, investir 1.000.000 na poupança hoje te renderia em torno de 4.500,00 por mês a juros de 0,43 ao mês e haveria outra aplicação com juros maiores que eu podesse resgatar todos os meses?

  20. Gisele, em 14/02/2013

    Oi, depois de expirado o prazo, o dinheiro volta pra conta cadastrada ou fica em alguma conta vinculada no Tesoudo Direto?

  21. rafael, em 30/04/2013

    hoje o que voce me indicaria como o melhor lugar para investimento mesmo com os problemas que estamos tendo ?

  22. Hugo, em 11/05/2013

    Olá, gostaria de uma informação de algum amigo que possa me esclarecer.
    Pretendo começar a investir no Tesouro Direto, mas estou com uma dúvida: Como funciona mensalmente o Tesouro Direto? Exemplo, pretendo investir 100 todo mês, como isso funciona, pagarei pela mesma letra, durante todo o tempo que estiver com o papel, ou a cada mês eu posso investir em papéis diferentes? Resumindo eu pago todo mês por uma mesma coisa, assim como na poupança, ou funciona de maneira diferente? Agradeço a atenção, aguardo resposta.

  23. Maria neves, em 18/08/2013

    Uma duvida:

    Quando um investidor quer comprar uma LTN e solicita ao proprietario da mesma a copia dos impostos da mesma e o proprietario informa que como foi repactuada em marco nao esta no imposto so no final do ano….esta correcto ?
    imagina repactuou 2013 marco significa que a repactuacao ja esta implicito todos os anos anteriores pagos?

  24. Erick, em 20/08/2013

    Olá. Ótimo artigo.

    Atualmente tenho CDB e Previdência Privada. Como eu poderia fazer para descobrir se o Tesouro Direto pode ser mais interessante de se investir (em ambos os casos, CDB e Previdência)?

  25. FATIMA, em 15/09/2013

    ULISSES,

    RECEBI UM DINHEIRO QUE NÃO CONTAVA E RESOLVI QUITAR MINHA DIVIDA IMOBILIÁRIA QUE É DE R$ 120.000,00 QUAL MINHA SURPRESA QUANDO CHEGUEI NO SANTANDER E SOUBE QUE NÃO TENHO VANTAGEM ALGUMA! AINDA FALTAM 130 MESES GOSTARIA DE UMA SUGESTÃO DE APLICAÇÃO NO TESOURO DIRETO! NÃO VOU QUITAR UMA COISA QUE NÃO ME DÄ VANTAGEM ALGUMA!
    MAS VOU USAR ESSE DINHEIRO PARA IR PAGANDO AS PRESTAÇÕES PARA TER UM FÔLEGO NAS MINHAS DESPESAS FIXAS.

  26. Darlan, em 20/10/2013

    Olá!
    A minha dúvida no momento é bem simples:
    Quanto aos Títulos do Tesouro Direto (pós-fixado e pré-fixado), sou obrigado a resgatá-los no vencimento?
    Surgiu a dúvida por causa do risco de no dia do resgate o juro do mercado cair, no caso do pós-fixado, ou subir no caso do pré-fixado.
    Obrigado.

  27. Paloma, em 11/11/2013

    Olá, eu gostaria de saber como posso fazer uma aplicação mensal de um valor “fixo” que tenha alta rentabilidade, baixo custo e não seja a tão longo prazo. Pensei em diversas formas de investimento, até em aquisição de imóveis e terrenos (infelizmente este exige alto capital). Atualmente utilizo somente a poupança e realizo muito minhas compras no cartao de credito o que tem sido meu maior inimigo. Enfim, qual a melhor forma de investimento com baixo risco, alta rentabilidade e se possível, médio prazo.
    Obrigada

  28. Miriam, em 23/11/2013

    Gostaria de saber tenho um amigo q quer me pagar uma comissão p eu achar um investidor para comprar títulos do tesouro direto dele,quer me pagar 500 mil e q o investidor compre cem mil q valeram dois milhões no futuro, tem lógica ? Grata

  29. Jofre Soares, em 30/11/2013

    Parabéns pelo texto e o blog.
    Estou acumulando para minha aposentadoria lá por 2020 e tenho uma dúvida sobre a troca de títulos que gostaria da sua ajuda.
    Comprei 40 NTNB Principal 150515 ha 12 meses atrás com taxa média de 2,26%, PM de R$ 2.087,11. A princípio iria levá-las até o vencimento.
    Gostaria de saber se é vantagem fazer a seguinte operação:
    1) Vender estes títulos NTNB Principal 150515 por R$ 2.197,25 (preço de hoje).
    2) Comprar com estes recurso NTNB Principal 150519 (a 6%, custo de R$ 1.695,95) para levar até o vencimento.
    Na minha percepção, mesmo pagando o IR, estes +/- 3,7% ao ano que terei de diferença por mais 17 meses compensa.

  30. vitor mello, em 21/01/2014

    Muito bom o blog! E eu tenho uma dúvida: para investimentos em Tesouro Direto o que é mais vantajoso: investir uma quantia grande uma única vez (Ex: acima de R$ 15.000,00) ou investir quantias pequenas todo mês? Muito obrigado!

  31. Vitor, em 17/06/2014

    Olá, vou fazer 18 anos e quero investir em um rendimento à longo prazo, qual a melhor opção para meu caso?

  32. Mara Lucia, em 27/06/2014

    boa tarde!! Parabéns pela materia ajudou bastante, mas como sou leiga no assunto preciso pesquisar um pouco mais.
    Estou pensando na possibilidade de guardar R$200,00 ao mês por 12 ou 18 meses, qual seria o melhor investmento no tesouro direto.Gostaria de saber tambem se eu consigo faze-lõ no Bradesco.
    Obrigada.

Deixe seu comentário

*

Receba as novidades do Blog do Investidor