É seguro investir em Títulos Públicos?

Escrito por: Ulisses Nehmi | Data: 15/08/2011 | Categoria: 14 comentários
Bandeira do Brasil na Praça dos 3 Poderes

Quando falo sobre investimento em títulos públicos, uma reação bastante comum é: “investir em títulos DO GOVERNO?!

Sim, é isso mesmo! Todos sabemos que escândalos inundam os jornais com frequência, que há muita corrupção, que nem sempre o dinheiro público é bem empregado ou atende os interesses da população, que a situação do sistema público de saúde é precária, que há descaso com a educação, etc. Enfim, também sou brasileiro, mas não vou entrar nesse mérito. Vamos aos fatos: estamos falando de educação financeira, e não de política. Temos que deixar os preconceitos de lado e entender como os investimentos funcionam.

Num país, emprestar dinheiro para o Governo é o investimento mais seguro que existe. Vamos entender o porquê:

Aqui no Brasil utilizamos o Real como moeda, e ninguém além do Governo pode imprimir dinheiro. Assim, em casos extremos (ex.: Governo não conseguir honrar as suas dívidas), o Banco Central pode simplesmente imprimir mais dinheiro para pagar as contas. Apesar de parecer simples, nenhum banco, empresa ou pessoa tem este poder. Se o Brasil não tivesse sua própria moeda, as coisas seriam bem diferentes. Esse é exatamente o problema da União Européia e do Euro, mas isso é tema para outro artigo.

Vale citar também que é o Governo quem dita as regras de um país. Se ele precisar aumentar suas receitas (arrecadações), por exemplo, ele tem o poder soberano de criar novos impostos ou aumentar as alíquotas. Seria equivalente no futebol a poder mudar as regras e aumentar o tamanho do gol do adversário para ganhar a partida.

Para complementar, o Governo tem orçamento e metas de gestão para que os governantes não abusem dessa possibilidade de “gastar demais”. O Brasil possui, para o ano de 2011, a meta de superávit fiscal (diferença positiva entre arrecadação e despesas, exceto juros) de mais de 3% do PIB. Ao contrário do que tem acontecido no resto do mundo neste momento, a dívida pública brasileira em relação ao PIB tem diminuído. Vide gráfico abaixo:

Evolução da Dívida em Relação ao PIB

Fonte: Banco Central do Brasil

Dessa forma, vou repetir: o investimento mais seguro do Brasil são os títulos públicos federais. Afirmar que investir na poupança em um banco é mais seguro é um mito, não é verdade! Veja como funciona o Tesouro Direto e como escolher o título público ideal pras suas necessidades.

Se você já leu até aqui e ainda não está convencido, deixe um comentário abaixo com o seu argumento!

Ulisses Nehmi é editor do Blog do Investidor e profissional da área de investimentos.

Artigos relacionados
14 Comentários
  1. Mairo, em 15/08/2011

    Olá!

    Montar um passo a passo de como investir em títulos públicos de maneira bem detalhada seria muito legal …=)
    Estou doido para começar a investir em títulos públicos, mas quero saber profundamente como funciona.
    É só uma idéia…

    Abraços!!

    • Ulisses Nehmi, em 15/08/2011

      Mairo,
      Muito obrigado pelo feedback! Vamos montar sim, já estamos trabalhando nos artigos…
      Abs

      • Guilherme, em 11/01/2013

        Olá, as informações prestadas no site são importantes para um iniciante/leigo como eu.
        Uma pergunta:

        Se os titulos referem-se a compra da divida do País, que influencia o aumento e/ou redução desta divida tem sobre esta categoria de investimento?
        Em caso de posse de um titulo e a divida aumentar isto trará algum beneficio?
        (Se puder encaminhar resposta ao e-mail)
        Obrigado.

  2. Easynvest, em 16/08/2011

    Mairo, nós do Easynvest preparamos uma apresentação para ajudar a entender todo o processo para investir no Tesouro Direto.
    Confira: http://www.slideshare.net/easynvest1/tesouro-direto-taxa-zero-do-easynvest

    • Ulisses Nehmi, em 16/08/2011

      Caros leitores,
      Estou preparando uma série de artigos sobre o Tesouro Direto. Um dos próximos artigos abordará:
      1. Como escolher uma corretora para operar no Tesouro Direto; e
      2. Como essas corretoras ganham dinheiro (um pouco de transparência ajuda bastante!)
      Aguardem!
      Ao pessoal da Easynvest, obrigado pelo link, vou avaliar também.
      Abs

  3. Diego, em 16/08/2011

    Opa!!!

    Que artigo bacana, e os proximos então serão melhor ainda, pois estou ansioso támbém de como investir em Titulos Publicos.

    Fico no aguardo dos próximos artigos.

    Parabéns ao blog.

    Obrigado!

    • Ulisses Nehmi, em 16/08/2011

      Diego, muito obrigado! Abs

  4. Prigui, em 15/09/2011

    Minha dúvida entre escolher entre títulos públicos e poupança é o tempo e o trabalho gastos para iniciar a compra de títulos, bem como para reinvestir. Será que a diferença nos rendimentos justifica o esforço maior para investir em títulos? Fiz uma simulação no Tesouro Direto e aplicando 50.000 em uma das modalidades por 3 anos e pouco, a diferença para o rendimento da poupança foi de menos de 3.000 reais. Pensando se 3.000 reais em 3 anos pagam o meu sossego com a poupança rsrs…

    • Ulisses Nehmi, em 16/09/2011

      Prigui,
      Confesso que acho o simulador do Tesouro Direto bastante complicado e acho que peca em vários aspectos. Quero montar um simulador aqui no Blog do Investidor pra facilitar e deixar a diferença mais clara.
      Lógico que investir em títulos do governo dá um pouco mais de trabalho do que a poupança, mas esse esforço não vale o ganho? Até porque, a primeira vez é um pouco mais trabalhosa, mas as demais são muito mais simples.
      Bom, e em último caso, existem os fundos de investimento, que costumam ser muito mais práticos.
      Mas se vc tiver muita preguiça e não ligar pra essa diferença, daí não tem jeito… rsrs
      Abs

  5. carlos wagner, em 29/09/2011

    Caro colega

    Será mesmo que a divida do governo está diminuindo em relação ao PIB porque o governo está mais solido ou porque o PIB tem crescido muito nesses ultimos anos devido as gastanças do governo, haja vista que o PIB é medido tanto pelo que é produzido no país como também pelos investimentos, aquisições e “gastos”?

    Outro ponto importante e que pode causar grande incerteza ao entregar nosso suado dinheirinho ao governo é que nossa economia está baseada, quase que exclusivamente, no crédito. As pessoas sentem ricas por haver credito e não por terem seu poder de compra, realmente, aumentado.

    Fica ai minha duvida de quão garantido pode ser investir um titulos da banania.

    • Ulisses Nehmi, em 30/09/2011

      Carlos,
      Seus pontos são interessantes. Será que o Governo está conduzindo o país na direção correta? Não vou nem entrar nessa longuíssima discussão, mas vamos analisar alguns fatos:
      - a dívida pública brasileira é baixa se comparada aos demais países do mundo (ex.: EUA = 100% do PIB; Japão > 200% do PIB; Europa: acima de 100% do PIB em diversos países).
      - a trajetória da dívida em relação ao PIB é bem comportada: está caindo, enquanto nos países do resto do mundo ela está crescendo e a passos largos (principalmente a Europa, e essa é a grande preocupação).
      - uma dívida, por maior que seja, não assusta se transmitir segurança/controle (ex.: Japão) ou tiver uma trajetória comportada. Se a dívida pública for 10% do PIB, mas tiver uma perspectiva de crescer 20 pontos percentuais ao ano, seria “uma tragédia grega”
      - o que a corrupção tem a ver com o Governo brasileiro pagar ou não suas dívidas?
      - se o PIB está crescendo com um alto incentivo dos gastos públicos ou não neste momento, o fato é que está crescendo.
      - os níveis de consumo e crédito no Brasil são absolutamente tranquilos quando comparados ao resto do mundo. O que realmente salta os olhos é o nível das taxas de juros.
      - o Governo brasileira deve em Reais. Se for o caso, pode imprimir dinheiro. Parece pouco importante, mas a moeda da Grécia ainda fosse a Dracma, a situação seria totalmente diferente. A Grécia não pode decidir sair imprimindo Euros…
      E por fim a pergunta: com quem seria mais seguro investir do que com a única “pessoa” que deve na moeda na qual só ela pode imprimir?
      Abs

  6. iannonevincenzo, em 07/11/2011

    Brasil tem divida baixa,mas juros enorme .Afinal paga os juros que USA pagaria pra uma divida 6 vezes maior.Positivo:superavit primario,moeda national,muitas negatividade que sao minas de positividade se coregidas.Dilma è a maior recursa do Brasil.Mantega tambem,a imprensa è boa e o povo se accordando.A longa crise pe la frente poderia ser a oportunidade de chegar a SELiC baixa e inflaçao tambem.Acho o Brasil a opçao mais equilibrada do mundo.Esquesi democracia estavel(Cina NAO)

    • Ulisses Nehmi, em 07/11/2011

      Iannone,
      Ótimos comentários, é isso ai!
      Abs

  7. Gostava que alguem me esclarecesse com precisão, em 29/07/2012

    Depois de tantos esclarecimentos, fiquei sem saber qual é o melhor investimento se é poupança ou tesouro nacional, como tal gostaria que alguem me informasse porque eu tenho 100 mil reais e não sei a onde posso tirar maior rentabilidade deles. Obrigada

Deixe seu comentário

*

Receba as novidades do Blog do Investidor