Títulos Públicos: as Letras Financeiras do Tesouro (LFT)

Escrito por: Ulisses Nehmi | Data: 22/09/2011 | Categoria: 24 comentários
Letras Financeiras do Tesouro: seguro pro curto prazo

As Letras Financeiras do Tesouro são títulos públicos federais pós-fixados, corrigidos pela taxa Selic.

De maneira similar à LTN, o valor investido na LFT corresponde a um preço por título: o preço unitário. Quando o título vence, o investidor recebe o valor investido + os juros acumulados no período. Todos os dias, o preço da LFT é atualizado pela taxa Selic, ou seja, sobe todos os dias. Esse preço oficial corrigido tem o nome de Valor Nominal Atualizado (VNA), ou PU Par, disponível no site do Banco Central.

No dia 01/07/2000 o preço das LFT era R$ 1.000. Sendo atualizado diariamente, em 21/09/2011, por exemplo, o preço já estava em R$ 4.876,51. Agora você sabe porque a LFT tem um preço “tão alto”! No entanto, como no Tesouro Direto a compra mínima é de 0,2 título, significa que comprar uma LFT exigirá cada vez valores maiores. Enquanto em 01/07/2000 era possível comprar 0,2 título com apenas R$ 200, em 21/09/2011 eram necessários R$ 975,30.

Se esse título não perde nunca, então ele é o mais seguro ou o melhor? Não. A segurança de todos os títulos públicos é a mesma. No entanto, os títulos pré-fixados ou indexados à inflação geralmente têm rendimentos mais atrativos para investimentos com horizonte de 1 ano ou mais. As LFT geralmente têm um rendimento menor, mas não têm retorno negativo em nenhum dia. Logo, são alternativas de curto prazo, de recursos que podem ser resgatados em poucos meses. Por isso, uma possível estratégia com LFT é uma Reserva de Emergência.

E se esses títulos sobem de preço todos os dias, como é feita a negociação? Ela é feita por deságio ou ágio (desconto ou sobrepreço) em relação ao preço de referência. Se esse o preço de referência for R$ 5.000 e alguém estiver vendendo uma LFT a R$ 5.050, para analisar o impacto dessa diferença de R$ 50 na sua rentabilidade é preciso convertê-la em taxa. Se o título estiver muito próximo do vencimento, pode prejudicar muito o seu rendimento, enquanto que se estiver longe, pode ser que seja irrelevante. Por isso as LFT são negociadas por deságio, em taxa.

Assim entendemos o que significa a taxa apresentada na tabela de Preços e Taxas do Tesouro Direto, ao lado das LFT: é o deságio entre o preço unitário de referência e o preço unitário negociado, expresso em taxa anualizada.

Esse conceito de deságio medido em taxa é um pouco mais complicado de entender, mas fica fácil perceber o seu impacto ao utilizar a planilha abaixo. Ela também tem outros cálculos para auxiliá-lo com as LFT e pode ser utilizada livremente, basta escolher o título desejado.

Download da Planilha de Títulos Públicos do Blog do Investidor

O site do Tesouro Direto tem um PDF que explica a parte mais técnica dos cálculos, caso haja interesse.

Se tiver alguma dúvida, deixe um comentário!

Ulisses Nehmi é editor do Blog do Investidor e profissional da área de investimentos.

Artigos relacionados
24 Comentários
  1. Major, em 22/09/2011

    Eu ando interessado em LFTs e este artigo veio bem a calhar.

    Tenho minhas reservas de emergência em um fundo DI (com as famigeradas come cotas) com taxa de adm de 0,7% e ando bem insatisfeito com o rendimento da mesma (deve render uns 9% este ano), por isso estou examinando se não seria melhor passar este dinheiro para LFTs. Eu perderia a liquidez diária do DI mas poderia utilizar os 12 dias sem juros a que tenho direito no cheque especial e esperar a próxima quarta-feira pra vender as LFTs.

    O que vc acha ? LFTs são uma boa opção para reserva de emergência ?

    • Ulisses Nehmi, em 24/09/2011

      Major,
      Entre os títulos públicos do Tesouro Direto, a LFT é a alternativa mais indicada: elas se valorizam todos os dias, não tem sem surpresa.
      Existem vários detalhes (escolha da corretora, tributação, frequência estimada dos resgates, mas a ideia é essa mesmo.
      Abordarei a questão de “estratégias” nas próximas semanas, inclusive sobre as opções para reserva de emergência.
      Abs

      • Major, em 25/09/2011

        Obrigado Ulisses,

        Vou ficar de olho nas próximas semanas.

        Abraço

  2. Marcus, em 23/09/2011

    Ulisses, você falou em curto prazo, quanto seria? Menos de 1 ano? E essas LFT que irão vencer daqui a 5, 6 anos, elas então não seriam um bom investimento?

    • Ulisses Nehmi, em 24/09/2011

      Marcus,
      As LFTs podem ser interessantes para recursos que tem uma boa chance de serem resgatados em até 2 anos, ou como o Major comentou anteriormente, para reservas de emergência.
      Como hoje o Tesouro Direto só vende LFT com vencimento em 2015 ou 2017, se por um lado o prazo mais longo para o vencimento é bom (se você não precisar do dinheiro tão cedo, cairá em uma tributação mais favorável, não tem o comecotas e não precisará recomeçar a contagem do prazo de tributação tão cedo), por outro o pedágio na saída pode ser um pouco maior (para resgatar uma LFT de 6 anos, você a venderá a uma taxa de 0,04% a.a., ou seja, cerca de 0,25% do título).
      Abs

  3. Investidor Defensivo, em 25/09/2011

    “Agora você sabe porque a LFT tem um preço “tão alto”! ”
    Bacana! Não sabia disso!

    • Ulisses Nehmi, em 25/09/2011

      Curioso, né?
      É muito pouco usado, mas é interessante que se alguém precisar calcular o rendimento acumulado pela Selic (que é um excelente proxy pro CDI) entre duas datas quaisquer depois de 2000, basta dividir o preço de referência da LFT em uma data pela outra.
      Abs

  4. Guilherme, em 25/09/2011

    Finalmente consegui entender o fato de as LFTs serem “tão caras”!!!! Grato pela explicação, Ulisses!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    • Ulisses Nehmi, em 26/09/2011

      Guilherme,
      Vale o mesmo pras NTN-Bs.
      O “problema” de ficarem mais caras é que no Tesouro Direto a “aplicação mínima” vai ficando mais alta…
      Abs

  5. Ulisses Nehmi, em 10/10/2011

    Acabei de adicionar a referência a um artigo que eu publiquei sobre uma possível estratégia com LFT: montar uma Reserva de Emergência.
    Abs

  6. Rogerio Gontijo, em 13/12/2011

    Olá Ulisses!

    Você saberia me esclarecer porque quanto maior o prazo da LFT, menor a rentabilidade mensal. Da LFT vencendo em 2012 para 2017, dá uma diferença de 0,20% ao mês (considerando a rentatibilidade dos últimos 30 dias). Considero alta esta diferença. Obrigado!

    • Ulisses Nehmi, em 14/12/2011

      Rogerio,
      Ótima pergunta! Na página de rentabilidade do Tesouro Direto eles usam uma metodologia que pode levar o investidor a conclusões errôneas. Eles consideram o preço caso o investidor fosse vender o título contra o preço de compra na data de referência (ex.: há 30 dias, há 12 meses, etc). Como o deságio na venda é maior conforme maior o prazo do vencimento, na tabela parece que os títulos mais longos rendem menos, sobretudo na comparação do rendimento de 1 mês, mas na verdade todos eles rendem a mesma coisa! A diferença é que o pedágio na hora de sair será tão maior quanto maior o prazo que falta para o título vencer. Se a taxa para vender uma LFT de 6 anos é de 0,04%a.a., então o “pedágio de saída” hoje será de 0,24%. Se ficar com esse título por mais tempo, esse pedágio vai caindo até zerar, no caso de segurar o título até o vencimento.
      Espero que tenha ajudado.
      Abs

  7. Renato, em 26/03/2012

    Dúvida, investi na LFT 070315 no momento em que a SELIC estava 12% a.a.
    Se eu resgatar o título só no vencimento eu vou receber 12% ao longo dos anos ou mesmo tirando só no vencimento o rendimento varia tbm com a SELIC ?

    • Ulisses Nehmi, em 07/04/2012

      Renato,
      As LFT são corrigidas todos os dias pelo equivalente à taxa Selic do dia. Se você quiser fixar uma taxa, então deve buscar títulos pré-fixados, como as LTN ou as NTN-F.
      Abs

  8. Emanuel, em 06/04/2012

    Ótimo blog, realmente me identifiquei.
    Umas perguntas…

    Como investir 40 mil reais, sendo que não trabalho, tipo se eu fosse investir ( eu quero) quanto eu daria de entrada e por mês como ficaria e se por acaso eu investisse em NTN-B principal, LTN e LFT lembrando que só tenho os 40 mil reais para isso tudo, e querendo ainda comprar os titulos mensais de cada um desses.
    Daria certo fazer esses três investimento com 40 mil reais, se não quais poderia fazer, quantas quantias mensais poderia dar por mês até o vencimento de cada um, usando os 40 mil nada mais nada menos.
    Obrigado Deus abençoe.

  9. Emanuel, em 06/04/2012

    Eu tenho os 40 mil reais, porém, não vou ter um emprego por 3 anos.

  10. Márcio Diniz, em 21/04/2012

    Ulisses, tire uma dúvida sobre a planilha referente ao título LFT.

    Nas partes 1(Do Preço para a Taxa) e 2 (Da Taxa para o Preço), o campo Data refere-se a data de compra, certo? E o campo Taxa?

    • Márcio Diniz, em 21/04/2012

      É taxa de ágio ou deságio, certo?

  11. Adriano Vieira, em 27/04/2012

    Ulisses. Estou começando a especular com títulos públicos. Tenho a intenção de poupar e vou aproveitando as oportunidades do mercado para ganhar um pouco mais, como tenho feito com as vendas antecipadas de LTN, por conta da queda do juros. Penso em atuar na migração do investimento no momento de alta dos juros para não levar para o vencimento, mas vejo a LFT com pouca possibilidade de ganho relevante. Tem alguma sugestão para ganho especulativo na alta dos juros. Parabéns pelos artigos.

  12. MARTIN, em 03/05/2012

    Boa noite Ulisses,
    Achei o seu blog muito interesante, parabens!
    Estou interesado nos títulos públicos, e com a ajuda do teu blog estou ficando mais animado, mas ainda tenho algumas dúvidas. Uma de elas é saber se o rendimento dos títulos LTF vão sofrer com a queda da SELIC, ja que eles são indexados a taxa SELIC.
    Obrigado,

  13. Isabel, em 20/11/2013

    Excelente a planilha. Muito obrigada!

  14. tirar 15.000 da poupança e aplicar LFT qual sera o rendimento…., em 08/04/2014

    Quero aplicar 15.000 da polpança e aplicar na LFT tesouro direto qual sera o rendimento no curto prazo……duvidas e como resgatar……se e no mes ou semanal…..

  15. andre, em 18/08/2014

    Olá

    Gostaria de saber a fórmula matemática para o cálculo do valor de resgate bruto na venda antecipada de uma LFT ???

Deixe seu comentário

*

Receba as novidades do Blog do Investidor